Cala a boca, eu sou sensível

Texto inspirado na canção Hum-Phill Veras. Ó. Veja bem. Não me tira da minha distração. Não estou supondo que superei essa coisa doida que a gente jurou fazer acontecer. Não estou esperando a sua chegada agora. Preciso que fuja hoje também. Preciso que desapareça a nossa decisão de futuro e beijo intenso. Ó. Eu tenho … Continue lendo Cala a boca, eu sou sensível

Anúncios

Você não me ensinou a te esquecer

Esquecer significa fazer com que (alguma coisa) saia da lembrança (própria ou alheia) ou pôr em esquecimento; desprezar; omitir. Esquecer também é doer por tanto já ter se doado, é querer cicatrizar com uma mudança de foco: o esquecimento. Caetano canta uma música dolorosamente linda da qual eu retirei o titulo do texto. Na verdade, … Continue lendo Você não me ensinou a te esquecer

Por essa vez, eu não vou ficar!

Se formos levar em conta, na pontinha da caneta mesmo: todos os amores são iguais, exceto aqueles que não nos deixam seguir em frente com o sorriso nervoso de primeira chance. E amores diferentes quase nunca são confiáveis e são exatamente por esses tipinhos banais que me deixo levar. Olha só para você. Todo inteiro, … Continue lendo Por essa vez, eu não vou ficar!

Eu fui embora, mas eu nunca disse adeus

Verifica a porta. Fui embora de vez. Não, não deu pra esperar você chegar com a cara amassada do escritório. Não deu pra deixar bilhetes grudados na porta da geladeira ou alguma mensagem dramática no teu celular. Eu fui simplesmente. E não estou dizendo isso agora pra te ver correndo atrás de mim ou, buscando … Continue lendo Eu fui embora, mas eu nunca disse adeus